Pular para o conteúdo

Relato oficinas desmapas

07/01/2010

nadamguerra

Oficina Desmapas na Escola de Artes Visuais do Parque Lage e na Escola Angel Vianna

Nas duas oficinas que oferecemos no Parque Lage, jogamos Caminhozinho com os participantes e induzimos a que descobrissem as regras que guiam o jogo. Essa busca pela descoberta das regras fez com que fossem pouco a pouco se aproximando dos princípios do jogo, os motivos pelo qual ele foi criado.

Avaliando estas experiências percebemos que mais importante que as regras são estes princípios. Chegamos a palavras chaves e conceitos. Mas como vivenciar estes conceitos? Não estamos interessados em uma teoria, mas em uma prática corporal, então, cada um dois conceitos tem de poder ser transmitido pelo corpo e pela experiência.

Aproveitamos a oportunidade seguinte em que trabalhamos com alunos da escola de dança para fazermos uma oficina diferente das anteriores no Parque Lage. Começamos por fazer exercícios em que cada um experiencia descobrir a si mesmo com a polpa do dedo. Em seguida descobrir o espaço ao seu redor, os diferentes meios por onde o dedo caminha, chão, parede, corpo, ar. E então introduzimos o idéia de caminhar com o dedo também pelo corpo dos outros participantes. Foi uma experiência muito rica, pois foi para nós também como se redescobríssimos os princípios. E princípios podem levar a muitos fins.

Depois da oficina conversamos sobre a presença na ponta do dedo. Fizemos um experimento de ver a diferença entre um ponto no corpo e um ponto no espaço. E a diferença entre um ponto seguido de outro e um ponto seguido de um caminho e um ponto. O que diferencia o ponto e o caminho percorrido pelo dedo ou apenas um movimento de mão é esta presença que imbuímos a ponta do dedo.

Esta para mim, foi a grande revelação do dia. E fiquei comigo pensando que se podemos com nossa intenção psiquica/energética transferirmos nossa presença para a ponta do dedo, será possível também deslocá-la para qualquer parte do corpo, ou mesmo para toda a superfície da nossa pele.

Há que se experimentar.



Anúncios
Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: